Barretos ganha 1.ª decisão e Noroeste precisa vencer para avançar

Alvirrubro depende de uma vitória por qualquer placar para se classificar à semifinal e continuar na busca pelo Acesso na Série A3

O Noroeste tropeçou na partida de ida das quartas de final da Série A3 do Paulistão, neste sábado (6), por 2 a 1, frente ao time do Barretos, no Estádio Municipal Antônio Gomes Martins , o Fortaleza, e agora precisa obrigatoriamente vencer o jogo de volta, no Alfredão, para avançar à semifinal. O jogo decisivo será do sábado, às 18h, e o Norusca já vende ingressos em 11 pontos de venda em Bauru desde quinta-feira passada. O empate é do Barretos.

O JOGO

A partida foi marcada por muita marcação e confronto pela posse de bola no primeiro tempo. O Barretos por pouco não abriu o placar nos primeiros minutos de jogo, após um chute cruzado bater no pé das duas traves e o goleiro Cairo fazer a defesa. O Alvirrubro respondeu com contra-ataques rápidos, puxados tanto pela esquerda, com Richarlyson e Renan, quanto pela direita, com Pacheco, John Egito e Caio Barbosa. O Noroeste teve dois disparos perigosos de falta, com Richarlyson e um chute de Caio que passou por cima do gol.
O Norusca foi para o intervalo com uma condição técnica melhor, até então dominando o jogo, mas, na volta do intervalo, com quatro minutos da etapa complementar, viu os donos da casa abrirem o placar. Em uma escapada rápida pela direita, o Barretos foi ao fundo e cruzou para um bonito gol do centroavante Anderson Magrão, que tocou na bola de letra.
O técnico Betão Alcântara fez modificações ofensivas na equipe, colocando os atacantes Chico e Talles Brener nos lugares do volante PV e do meia John Egito.O Noroeste reagiu e empatou o jogo aos 25 minutos, após cruzamento do ataque alvirrubro e o zagueiro Junior Campos testar firme para o gol e deixar tudo igual, 1 a 1.
Depois, o Noroeste não conseguiu virar e viu o Barretos pressionar ofensivamente e marcar o segundo gol, aos 30 minutos, com João Henrique.O time de Bauru continuou buscando o empate no fim do jogo, mas o Barretos se pôs à defender, com todos os atletas atrás da linha da bola, e evitou o gol de empate do Norusca. O zagueiro Jean Pierre, por pouco, não fez de cabeça após escanteio cobrado por Richarlyson. O técnico Betão Alcântara ainda colocou o meia Léo Gonçalves no lugar de Leandrinho, que jogou praticamente o jogo todo com um corte profundo no queixo, que precisou de sutura, após levar um chute no rosto. E nos acréscimos, o atacante Chico, em tabela com Pacheco, tiveram infiltração pela direita e por pouco não ficaram cara a cara com o goleiro, mas a vitória ficou com os donos da casa.

“NÃO É FÁCIL”

O técnico Betão Alcântara comentou sobre a partida. “Não é fácil jogar aqui em Barretos, todo mundo sabe da dificuldade que é jogar aqui. Gramado ruim, torcida marca presença e o time está invicto com o novo treinador. Os torcedores empurraram os donos da casa, mas, da mesma forma que eles ganharam aqui, nós temos plenas condições de vencer em Bauru também e classificar. Tivemos dificuldade nos primeiros minutos, mas quando colocamos o John Egito (pela direita) e o Richarlyson (pela esquerda) para fazer o confronto com os zagueiros deles, o nosso time dominou a partir dos 15 minutos do primeiro tempo e perdemos gols. Na segunda etapa faltou um pouco de tranquilidade ali no começo, tomamos o gol e depois conseguimos empatar. E depois voltamos a ter dificuldade”, comentou o treinador noroestino, que espera contar com o apoio da torcida no Alfredão para empurrar o Norusca rumo a vitória.
O Noroeste se reapresenta nesta terça-feira, onde se prepara ao longo da semana para receber o Barretos na partida de volta, às 18h de sábado (13).

NOROESTE
Cairo
Pacheco
Jean Pierre
Junior Campos
Renan
PV (Chico)
Rogério Maranhão
Richarlyson
John Egito (Talles Brener)
Caio Barbosa
Leandrinho (Léo Gonçalves)
Técnico Betão Alcântara


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *