Pré-temporada: Norusca conta com universidade referência em fisiologia

Elenco do Noroeste vem fazendo testes físicos com o Grupo de Pesquisa em Fisiologia Aplicada ao Treinamento Esportivo da Unesp Bauru

A 79 dias do início do Campeonato Paulista Série A3 2020, o Noroeste, primeiro clube a iniciar a pré-temporada na divisão, vem recebendo em seu CT o Grupo de Pesquisa em Fisiologia Aplicada ao Treinamento Esportivo (FITES) da Unesp Bauru. A parceria é integrada aos treinos físicos dos preparadores noroestinos Dejair Ferreira e Guilherme de Paula.
O trabalho vem sendo feito sob coordenação de Julio Wilson dos Santos, professor doutor do Departamento de Educação Física da Unesp Bauru, que é referência neste tipo de pesquisa. Ele e alunos de iniciação científica, de mestrado e doutorado realizam testes de fisiologia, de velocidade e de saltos. Os dados serão tabulados e servirão tanto para as avaliações físicas do Alvirrubro quanto para os trabalhos de pesquisa dos educadores físicos.

OS TESTES

O professor doutor Julio Wilson dos Santos explica que as avaliações consistem em testes de corridas repetidas anaeróbicas, onde os jogadores de linha e goleiros realizam seis tiros de 40 metros, com intervalos de 20 segundos entre cada corrida. O teste avalia a capacidade anaeróbica dos jogadores, sendo possível avaliar qual o melhor tempo, a média e o índice de fadiga.
“Todos esses tiros são feitos com extrema intensidade, com intervalo bem curto de duração. Isso nos ajuda a identificar, no elenco, quais os atletas mais rápidos e quais os mais resistentes”, explica o docente do Departamento de Educação Física da Unesp de Bauru.
Além dos testes de corridas, são feitos os de saltos verticais, com potência e explosão. “São três tipos de saltos que avaliamos, o agachado, chamado de contramovimento, onde o jogador agacha e salta e os outros dois livres, os comuns que eles utilizam para o cabeceio em bola no alto. Depois eles realizam a corrida intermitente, de 20 metros de ida e mais 20 metros de volta, com intervalos de 10 segundos. Inicia-se com corrida mais lenta, aumentando ritmo progressivamente até a exaustão”, explica.
Participam do projeto FITES no Norusca, com o professor doutor Wilson, o professor mestre doutorando Antônio Tavares Junior, o professor mestrando Alexsandro Santos da Silva, professor mestre Osvaldo Tadeu da Silva, o professor mestre Dagnou Pessoa Filho, e o aluno de Iniciação Científica Carlos Gabriel Fraioli, todos do Departamento de Educação Física da Unesp de Bauru.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *