Betão Alcântara quer Noroeste imponente na Copa Paulista

Betão Alcântara quer Noroeste imponente na Copa Paulista

Treinador noroestino, atual campeão Paulista Série A3, falou sobre o que fez de diferente para conquistar o título no primeiro semestre e a expectativa de comandar o Norusca, bicampeão da Copinha

.
O principal objetivo do Esporte Clube Noroeste todos os torcedores sabem. É o Acesso e consequentemente o retorno à Série A2 do Paulistão, no ano que vem. Mas, antes disso, o Centenário bauruense tem uma importante competição que começará no dia 4 de agosto, um sábado, às 15h, quando o Alvirrubro estreia contra o Rio Claro, fora de casa. O técnico noroestino Betão Alcântara deseja ter um Noroeste imponente, que imponha respeito dentro de campo e que faça uma importante campanha no segundo semestre. E o reformado centro de treinamento noroestino, revitalizado com 8 mil m² de grama esmeralda, será um importante alicerce nesta caminhada.

O ‘segredo’ do título

Vitorioso, o treinador revelou o que fez de tão diferente dos outros 19 adversários do Paulistão para obter o Acesso e o título pelo seu ex-clube, o Atibaia. “Tínhamos um time com uma torcida numerosamente inferior a que o Noroeste tem, claro, pela grandiosa história do clube de Bauru, e não tínhamos estádio próprio para disputarmos a competição em Atibaia. Mas o contexto geral do trabalho teve muito comprometimento e entrega de todos. Unimos o grupo em torno de um objetivo. Isso foi fundamental. Na pré-temporada, no ano passado, soubemos escolher os jogadores. Contratamos aqueles que se encaixam no perfil de jogo e de trabalho no dia a dia. E estamos fazendo o mesmo aqui no Noroeste”, conta.

“Vi o Acesso após vitória contra o Noroeste”

Betão Alcântara relembra um momento marcante e decisivo que o levou ao título no começo do ano, na Série A3. Para ele, o dia em que percebeu que o Acesso estava bem próximo foi conseguir a classificação no mata-mata contra o próprio Noroeste. Para ele, o Norusca era um dos favoritos. “Naquele momento, depois da vitória, eu vi que o Acesso dificilmente iria escapar, porque realmente havíamos tirado um adversário muito forte. Depois, na reapresentação, vi um semblante de jogadores muito confiantes e certos de que não iriam deixar escapar a oportunidade que tinham em mãos”, destaca.

O vestiário de Betão

Uma das curiosidades dos torcedores noroestinos é saber como é o vestiário do treinador que superou todos os 19 adversários, foi campeão na Série A3 e traz o mesmo perfil de trabalho ao Noroeste. “O fundamental é o equilíbrio. Às vezes a gente vê jogadores que estão motivados além da conta e aqueles que precisam evoluir mais em determinados jogos. E o equilíbrio é fundamental. Sou um treinador motivador e graças a Deus a gente tem uma boa leitura de jogo, conheço bastante essas divisões (de acesso) e tenho ciência dos jogadores que participam dessas competições. Isso contribui muito.

Copa Paulista: “escolhas criteriosas”

O treinador destaca que para a Copa Paulista, no Noroeste, tal qual o processo de contratação lá no final de 2017, no Atibaia, as contratações seguem de forma muito criteriosa, feitas em conjunto com o gerente de futebol Alex Afonso e com aval da diretoria noroestina. “Estamos escolhendo os jogadores a dedo para o Noroeste, de forma muito minuciosa. 80% dos atletas que vão defender o clube na Copa Paulista disputaram a reta final da Série A3. São Jogadores vitoriosos. Os que vem da A2, também. Todos com perfil da divisão e isso é fundamental. A Copa Paulista vai ser uma preparação para buscarmos o Acesso no ano que vem, mas, com o grupo que vamos trabalhar, temos totais condições de brigar pela parte de cima deste campeonato”, conclui.

Bicampeão da Copa Paulista, em 2005 e 2012, o Alvirrubro poderá, ser for finalista, retornar ao cenário nacional do futebol brasileiro. O campeão pode escolher entre uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro ou a Copa do Brasil. O vice-campeão automaticamente fica com a que restar.

Texto e foto: Bruno Freitas/Noroeste

Deixe uma resposta

Fechar Menu