Categoria de Base quadruplica e crianças mudam clima e hábitos no Alfredão

Categoria de Base quadruplica e crianças mudam clima e hábitos no Alfredão

Por Bruno Freitas

O projeto que havia começado pequeno, lá em 2014, com jovens de 14 a 17 anos, expandiu. O número de crianças atendidas quadruplicou entre o final de 2015 e janeiro de 2016. A parceria do Grupo Tel de Telecomunicações com o Noroeste proporcionou que meninos, a partir de 7 anos de idade, integrassem a iniciativa social e esportiva que visa aproximar do clube os jovens de baixa renda ou em situações de risco na cidade. (VEJA VÍDEO ABAIXO)

Agora são cerca de 400 crianças, de 7 a 17 anos, que treinam no clube de segunda a quinta, em dois períodos: segunda e quarta, 14h às 17h, e terça e quinta, das 8h às 11h.

Os treinos acontecem no Centro de Treinamento do Estádio Alfredo de Castilho, sob o olhar do do coordenador das categorias de Base do Noroeste, Luciano Sato. “O principal objetivo é tirar essa garotada dos perigos que a rua pode trazer. Criar vínculo e identidade com a camisa alvirrubra do maior patrimônio esportivo da cidade e disputar campeonatos. A prioridade é a formação do cidadão. Eles sonham em ser jogadores de futebol e nós sabemos disso. Com o passar do tempo, aqueles que a gente perceber que tem qualidade, certamente vão integrar o elenco profissional um dia”, disse Luciano Sato.

Para se inscrever, o meninos precisam comparecer à secretaria do clube acompanhados dos pais ou responsáveis, munidos de documentação.

Títulos

Além da assiduidade nos treinos e as notas escolares que são exigidas dos garotos pelo Grupo Tel de Telecomunicações, que custeia o projeto e fornece material esportivo às crianças, o presidente do clube, Emilio Brumati, reforça que os jovens noroestinos já trouxeram resultados positivos dentro de campo também.  O time sub-13 foi campeão no final do ano passado na Copa América, reunindo 10 times em Bauru. Os meninos do sub-15 foram vice-campeões.

Em 2016 eles se preparam para jogar a Copa Big Boys de Futebol da Semel. “Agradecemos muito, em nome do Noroeste, essa incrível parceria que a Tel faz com a base e o nosso time profissional, abraçando o nosso objetivo maior do ano, que é o Acesso à Série A2 do Paulista”, frisa Brumati.

Mudança de clima no Alfredão

O que antigamente só dava para ouvir o canto dos pássaros entre um treino e outro do time profissional, agora o que se ouve são as vozes de centenas de crianças e adolescentes correndo, aprendendo a jogar futebol, pedindo passe, gritando para a defesa sair e comemorando gol. Segundo Sato, ver essa criançada em busca do sonho de ser jogador de futebol, estimula até mesmo o elenco profissional.

Deixe uma resposta

Fechar Menu