E. C. Noroeste

Noroeste, 107 anos de história

O Noroeste é um dos muitos times surgidos a partir do desenvolvimento das ferrovias no interior do estado de São Paulo no início do século XX, para ajudar a escoagem da produção de café. Em Bauru tinha início a Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, que trazia a produção desde a fronteira com a Bolívia para fazer baldeação com a Estrada de Ferro Sorocabana e com a Companhia Paulista de Estradas de Ferro.

Não é a toa que o clube bauruense tem a locomotiva como mascote e “Trem Bala do Interior” como um dos apelidos. O primeiro presidente do clube foi o engenheiro Carlos Gomes Nogueira e, entre os sócios-beneméritos mais notáveis, estão três ex-prefeitos da cidade interiorana: Eduardo Vergueiro de Lorena, Ernesto Monte e Otávio Pinheiro Brisolla.

O estádio do Noroeste foi inaugurado em 1º de agosto de 1935, já com o nome de Alfredo de Castilho – outro notável sócio-benemérito, que foi diretor da estrada de ferro que dá nome ao time e faleceu em 1947. Atualmente, a arena tem capacidade para 18,8 mil torcedores. Em sua primeira partida, o anfitrião foi derrotado por 1 a 0 pelo Campinas Futebol Clube.

A primeira conquista veio em 1943: o Noroeste se sagrou Campeão do Interior Paulista. Mais tarde, o time foi três vezes campeão da Segunda Divisão Estadual, em 1953, 1970 e 1984, além do bicampeonato da Copa Paulista, em 2005 e 2012.
O Noroeste chegou a fazer amistosos, em 1956, com Edson Arantes do Nascimento, garoto de Bauru que viria a se tornar tricampeão mundial com a seleção brasileira anos mais tarde, já atendendo por Pelé. No entanto, outros ídolos tiveram passagens consistentes pelo clube ao longo dos anos.

O zagueiro Toninho Guerreiro, que viria a jogar com Pelé na máquina santista dos anos 60. Também atuou pela equipe noroestina o atacante Jairzinho, ídolo do Botafogo e apelidado como “Furacão da Copa de 1970”.

São mais de 100 anos de história e com muitos ídolos, passando por cada geração. Em 2017 o Noroeste passou a homenagem alguns deles, nas partidas realizadas no estádio Alfredo de Castilho.