Morre Lelo, aos 66 anos, ex-zagueiro do Noroeste

Morre Lelo, aos 66 anos, ex-zagueiro do Noroeste

Holmes Rodolfo Martins, o Lelo, de 66 anos, um dos zagueiros mais técnicos que o Noroeste já teve em seus 107 anos de história, morreu na manhã de quarta-feira (13), vítima de câncer, quando estava internado no Hospital São Lucas, em Bauru.

Segundo o irmão José Richard Martins, Lelo foi diagnosticado há alguns anos com câncer na próstata, que acabou produzindo metástases e atingindo ossos e o fígado.

Lelo começou no futebol nos campinhos de rua que eram improvisados em Bauru, no início da década de 1960. Jogou na Portuguesinha de Bauru e depois fez ao lado de Marco Antônio Machado, entre 1970 e 1972, uma das melhores duplas de defesa que o Norusca já teve, com acessos e disputas na elite do Campeonato Paulista e na Série A do Campeonato Brasileiro.

“O Lelo foi o melhor zagueiro com quem tive o prazer de jogar. Era muito técnico. Jogava de cabeça erguida. Desarmava o adversário e saía com o toque de bola. Depois que nós penduramos as chuteiras, ele foi meu auxiliar no comando técnico do Botafogo de Ribeirão Preto, no final da década de 1990, onde conquistamos, juntos, o acesso com a equipe à Primeira Divisão. Ele trabalhou também no Noroeste, fora de campo, e mantivemos uma grande amizade por mais de 40 anos”, revela o ex-companheiro de time e amigo Marco Antônio Machado.

Lelo jogou ainda no Marília Atlético Clube e no XV de Jaú. No Noroeste, foi técnico do sub-20 e auxiliar técnico. Recentemente, Lelo trabalhava como funcionário público no Centro de Apoio Psicossocial III (CAPS 3) de Bauru.

O velório acontece na tarde desta quarta-feira (13), na Funerária Municipal da Emdurb, situada na quadra 19 da avenida Rodrigues Alves, ao lado do Cemitério da Saudade, onde ocorrerá seu sepultamento, na manhã de quinta-feira, ainda sem horário definido.

Foto: Henrique Perazzi de Aquino com portal Canhota 10.

Deixe uma resposta

Fechar Menu