Noroeste encara o Palmeiras na semifinal do Paulista

Noroeste encara o Palmeiras na semifinal do Paulista

Equipes sub-13 de ambos os clubes iniciam neste domingo a disputa de uma das vagas para a grande final da competição
.
Com expectativa de bom público no Alfredão, o time sub-13 do Noroeste encara o Palmeiras neste domingo (4), a partir das 10h30, na primeira semifinal do Campeonato Paulista da categoria em 2018. A entrada é de graça.
A partida é encarada com muita responsabilidade pela comissão técnica, liderada pelo treinador Leandro Barboza, o Mumu, e pelo coordenador Paulinho Iacanga. E apesar do grande favoritismo do rival, invicto na competição, o elenco acredita que é possível sim conquistar a vitória em casa e decidir a vaga no jogo de volta, dia 11, no CT do Verdão, em São Paulo.

Na outra semifinal, em Cotia (SP), o São Paulo mede forças com o Corinthians.

“PRECISAMOS DO ESTÁDIO CHEIO”

O técnico Mumu falou sobre a expectativa para o jogo. “Todos os meninos já são vitoriosos de terem chegado até esta semifinal. Mas não estamos satisfeitos e queremos mais. Eles sabem que serão 11 contra 11 em campo e estão com muito desejo de vitória. Treinamos muitas situações de jogo e esperamos fazer uma boa partida. Se o torcedor de Bauru e região comparecer e fizer muito barulho nas arquibancadas do Alfredão, nossas chances de vencer aumentam exponencialmente”, disse o treinador, convocando a torcida para prestigiar.

FALA, MOLECADA

Três jogadores do Norusquinha falaram sobre esse desafio de encarar um time de porte e investimento milionário do futebol brasileiro.
Para o goleiro Caetano Henrique, 13 anos, é preciso estar concentrado desde o primeiro minuto de jogo. “Não tivemos um começo que a gente desejava no Paulista, mas crescemos muito no decorrer do campeonato. A defesa encaixou e chegamos forte no mata-mata. Agora, para este domingo, precisamos ter a concentração elevada e ir para cima”, comentou o camisa 1.
Fã de Coutinho e Neymar, o meia-atacante Matheus Adati, 12 anos, foi um dos principais nomes do time sub-11 de 2017, levando a equipe, junto com seus companheiros, para a semifinal contra o Santos naquele ano. Agora, o garoto repete a façanha e está em sua segunda semifinal consecutiva de Campeonato Paulista. Adati mostra muita personalidade e fala do desejo de chegar a final. “O sub-13 é diferente, porque tem mais força e é mais difícil de jogar do que no sub-11. Mas eu nunca penso em outra coisa que não seja a vitória. E para este domingo, contra o Palmeiras, não será diferente. Temos que ir para cima deles”, disse o garoto.
O volante artilheiro Vinícius Bianqui, que marcou dois gols no último jogo de quartas de final, comparou o time sub-13 do ano passado, onde a maioria estava no “ano ruim” (com 12 anos) e destaca a evolução alcançada graças a sequência do trabalho. “Estamos numa evolução muito grande no Paulista e aprendemos muito com o Paulista do ano passado, onde não avançamos à segunda fase. E agora é diferente. Fizemos bons jogos e chegamos longe. O Santos, por exemplo, não chegou onde estamos agora e é possível sim irmos mais longe”, destacou o meio-campista noroestino.

 

Texto e foto: Bruno Freitas/Noroeste

Deixe uma resposta

Fechar Menu