Sob pressão do Norusca, Palmeiras vence e leva decisão para SP

Sob pressão do Norusca, Palmeiras vence e leva decisão para SP

Palmeirinhas dominou o primeiro tempo da semifinal e fez 2 a 0, mas foi sufocado e viu o Norusquinha dominar o jogo na segunda etapa

.
A vitória não veio, mas o Norusquinha proporcionou o jogo mais difícil para o invicto e favorito Palmeiras, em todo o Campeonato Paulista sub-13 de 2018. Acostumado a golear os adversários com placares elásticos, o time da Capital sofreu pressão do Noroeste nesta manhã de domingo (4), sobretudo no 2.º tempo do jogo de ida da semifinal, e venceu por 2 a 0, no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru. Os gols foram marcados pelo camisa 7 Keven Coloni e pelo camisa 9 Endrick Sousa. Ambos no primeiro tempo.
O Noroeste comemorou com troféu e medalhas, após o apito final, o título de bicampeão do interior (2017-2018) nas categorias de base (leia mais abaixo).

O JOGO

O Norusquinha sub-13, comandado pelo técnico Leandro Barboza, o Mumu, numa parceria do Norusca com o Craques do Futuro, viu o Palmeiras jogar melhor e pressionar a defesa do time bauruense nos primeiros minutos, até Keven abrir o placar. Logo na sequência, o mesmo Keven sofreu pênalti e foi para a cobrança. Ele bateu forte, no canto esquerdo, mas viu a muralha noroestina Caetano Henrique defender mais um pênalti no Paulista. E foi só uma das defesas praticadas por ele que evitaram uma superioridade maior no placar.
O time de Bauru tentava jogar no contra-ataque, devido a força e a velocidade do Palmeiras, superiores a dos meninos do Noroeste. E foi numa jogada rápida, tendo início pela beirada, que o Palmeiras ampliou para 2 a 0, com Endrick. O Norusquinha teve alguns lampejos ofensivos, mas esbarrou na bem posicionada defesa palmeirense.
O segundo tempo foi diferente. O Norusquinha foi melhor e a cada substituição feita pelo técnico Mumu, no setor ofensivo, criava-se ainda mais dificuldade para o time visitante, que ficou acuado e foi obrigado a jogar no contra-ataque. O Palmeiras foi induzido a errar passes de dois, três metros e o Noroeste usou bem as beiradas do campo e a bola parada para tentar infiltrações e diminuir a diferença no placar, mas o tempo não permitiu.
Com o resultado de 2 a 0 favorável para os palmeirenses, o Norusquinha precisa vencer por dois gols de diferença, domingo que vem, dia 11, às 10h30, para levar a decisão para os pênaltis. A partida será realizada no CT 2 do Palmeiras, em São Paulo.
“Fizemos o possível. Nosso time jogou e não se deixou intimidar. Eles foram melhores no primeiro tempo e na segunda etapa só deu Noroeste. Pecamos em alguns detalhes, mas temos que reconhecer que o Palmeiras é gigante, tem um grande elenco e é favorito desde o início do Paulista. Temos uma semana para trabalhar e ir em busca da vitória domingo que vem. E agradeço a todos os torcedores que vieram nos prestigiar nesta decisão”, comentou Mumu.

CAMPEÃO DO INTERIOR

Após o jogo, os meninos do time sub-13 do Noroeste ganharam medalhas e levantaram o troféu em comemoração ao título de campeão do Interior de 2018. Norusquinha deixou dezenas de adversários para trás, inclusive o Santos, e figura entre os quatro principais times do campeonato. Sendo o único do interior. A comissão comemora o bicampeonato, já que faturou a mesma conquista no ano passado, com o sub-11 que foi semifinalista naquela temporada.

PROFISSIONAL

Visando a Série A3 de 2019, que terá início na última semana de janeiro, o time profissional do Noroeste se reapresenta nesta segunda-feira (5), às 15h30, para início da pré-temporada. Atividades médicas e avaliações físicas serão exclusivas para comissão técnica e o treino não será aberto para imprensa.

 

Na imagem do topo, o volante Vinicius Bianqui disputa bola com o lateral-direito do Palmeiras. Nas imagens abaixo, Norusquinha comemora título de campeão do interior e na seguinte o zagueiro Faxina se prepara para dar o bote no atacante palmeirense Keven.

Crédito: Bruno Freitas/Noroeste

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu