Invicto, Noroeste faz três no vice-líder e comemora 5.ª vitória

Partida equilibrada, de 5 gols, digna de duas equipes na ponta da tabela, deixou o Norusca mais perto da próxima fase

Em mais um jogo de tirar o fôlego, do começo ao fim, o Noroeste conquistou a sua quinta vitória no Paulistão, ao bater o Desportivo Brasil por 3 a 2, no Estádio Alfredo de Castilho, na noite deste sábado (2) de Carnaval, em Bauru. Leandrinho abriu o placar para a Locomotiva Vermelha e Diego Souza ampliou. O Desportivo diminuiu com Lucas Douglas, no segundo tempo, em cobrança de pênalti que o goleiro Cairo quase pegou. Depois, Talles Brener fez o terceiro do Norusca. E quando os bauruenses ainda comemoravam o tento, o DB diminuiu outra vez, com Bala.
A vitória coroou o bom momento alvirrubro, que vinha de uma vitória contra outro time da ponta da tabela, o Capivariano, na época terceiro colocado, e mantém o Noroeste com sua invencibilidade de 10 jogos, derrotando o vice-líder DB. O Norusca agora tem 20 pontos, mesmo número do Desportivo, mas fica na terceira posição porque tem uma vitória a menos. Em uma Série A3 extremamente equilibrada, o líder Velo Clube, que buscava desgarrar na primeira posição, empatou com o Capivariano em 2 a 2, em casa, e segue com dois pontos a mais que Noroeste e DB.

O JOGO

Diferentemente das últimas equipes da parte debaixo da tabela que vieram para se defender em Bauru, o Desportivo Brasil, dono do ataque mais eficiente da competição, jogou muito bem, sempre buscando atacar o Noroeste, que também teve várias oportunidades ofensivas usando muito bem as beiradas do campo, com Pacheco e Diego Souza de um lado e Renan e Richarlyson do outro.
A primeira chance de gol foi do Noroeste, aos 8 minutos, após o lateral-direito Pacheco cruzar pela direita e Leandrinho, de cabeça, parar na defesa do goleiro Eder. O gol noroestino veio logo depois, aos 16 minutos, após o lançamento de Rogério Maranhão, pelo meio, encontrar o ídolo noroestino Leandrinho, que fez um golaço. Ele dominou de peito, já fazendo o giro, ganhou do zagueiro na velocidade, driblou o goleiro e abriu o placar, 1 a 0. Na comemoração, ele e os jogadores foram até a torcida e ele beijou o escudo de concreto do clube.
Aos 43 minutos, em outra grande jogada do lateral Pacheco, que atravessou como um raio na beirada do campo, ganhando na velocidade de dois marcadores, ele cruzou para trás, e Diego Souza, de primeira, colocou na gaveta, outro belo gol, 2 a 0.
Na volta do intervalo, o Noroeste logo de cara quase fez o terceiro, novamente com Leandrinho. Ele ganhou outra vez do zagueiro e na velocidade tocou na saída do goleiro. Ele já estava esboçando comemoração quando a bola caprichosamente bateu na trave, atravessou sob a linha do gol e saiu. O Desportivo Brasil cresceu no jogo após substituições e chegou ao gol com um pênalti. Lucas Douglas bateu no canto direito do goleiro Cairo, que quase defendeu.
Na jogada seguinte, o atacante Talles Brener que havia acabado de entrar, saiu cara a cara com o goleiro, mas a bola correu demais e ele só conseguiu dar um toque de leve, para a defesa do arqueiro adversário.
Aos 45 minutos, o mesmo Talles fez o terceiro do Noroeste. Ele recebeu dentro da área e bateu forte, 3 a 1. O Alvirrubro mal teve tempo de administrar o placar, e levou o segundo gol, com Bala, aos 46, que pegou cruzamento e com o pé direito diminuiu para 3 a 2, placar final do equilibrado confronto.
De fora das primeiras partidas, por lesão, o atacante Leandrinho falou da emoção de fazer mais um gol pelo Noroeste. “Sabíamos a proposta do Desportivo Brasil, um time bom, que gosta de sair para o jogo, mas que também permite nossas oportunidades, e nós aproveitamos três delas e convertemos em gols”, destacou o camisa 17, ovacionado após a partida.
O meia Diego Souza, que voltou de lesão, também falou sobre o time somar mais três pontos em casa. “É sempre bom voltar a jogar, fazer o que a gente ama, e o grupo está de parabéns. Fazer o gol nos ajudou demais, porque soubemos jogar esse confronto contra eles. Tivemos um momento de desatenção ali no fim, mas é mérito deles, que é o segundo colocado”, disse o camisa 10 do Norusca.
O técnico Betão Alcântara também comemorou muito essa vitória. “Enfrentamos um adversário de qualidade, o melhor que enfrentamos, que gosta da posse de bola, e nós tivemos a bola diagonal nossa que foi determinante hoje. Fomos agressivos também quando tivemos a posse de bola, os jogadores que colocamos no decorrer do jogo foram muito bem e no final comemoramos mais uma vitória, graças a Deus e o empenho de todos”, finalizou o treinador noroestino.
Os jogadores do Noroeste terão dois dias de folga, domingo e segunda, e se reapresentam ao Alfredo de Castilho nesta terça-feira (5).

Cairo
Pacheco
Jean Pierre
Junior Campos
Renan
Felipe Merlo (PV)
Rogério Maranhão
Richarlyson
John Egito
Diego Souza (Chico)
Leandrinho (Talles Brener)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima