Torcedor irresponsável causa prejuízos ao Noroeste

Indivíduo, já identificado, entrou no Alfredão com três bombas escondidas, daquelas vendidas legalmente em casas especializadas, e disparou uma delas na última quarta-feira; os próprios noroestinos nas arquibancadas conduziram o homem à Polícia Militar, que registrou BO

O Noroeste recebeu nesta sexta-feira (14) uma multa da Federação Paulista de Futebol (FPF) no valor de R$ 2.500,00 por causa de um torcedor que levou três bombas ao Estádio Alfredo de Castilho e estourou uma delas, na noite desta quarta-feira, após o primeiro dos três gols do Norusca na vitória contra o Batatais. Devido a atitude deste torcedor, que já foi identificado, o Alvirrubro corre o risco, inclusive, de perder o mando de campo, conforme artigo 5.º do Regulamento Geral das Competições, Anexo I, que prevê, além da multa, a suspensão no estádio, em caso de reincidência. Apesar de não ter sido relatado na súmula, a FPF comunicou o Noroeste mesmo assim.
De acordo com o relatório dos fiscais da FPF que estavam no Alfredão, foi comunicado ao clube que “logo após o primeiro gol do Noroeste foi soltado uma bomba nas arquibancadas por um torcedor do Noroeste. O mesmo foi retirado do local por outros torcedores, e levado até o policial mais próximo. Em revista feita pela Polícia Militar, foi encontrado mais duas bombas e um isqueiro com o torcedor. O mesmo foi identificado e foi elaborado um BO/PM 202002120613869. Ante o exposto, pelos motivos de fato e de direito evidenciados, fica o Esporte Clube Noroeste oficialmente comunicado da multa administrativa imposta. Neste sentido, o clube é responsável pelo integral pagamento do valor em questão, através do boleto bancário anexo à presente, com o prazo de vencimento para o dia 14/03/2020. O clube, caso assim entenda, poderá apresentar recurso, endereçado à Comissão de Assuntos Jurídicos da FPF, no prazo de 15 (quinze) dias corridos, contados do recebimento deste”.
O presidente do Noroeste, Rodrigo Gomes, o Mosca, comunica à imprensa e à torcida que o Norusca irá recorrer, mas, acima de tudo, pede para que os torcedores respeitem o estádio e não cometam mais este tipo de ação. Mosca destaca que esta atitude não prejudica só o clube, financeiramente, mas, também, o espetáculo da partida como um todo e ainda põe em risco outras pessoas e famílias nas arquibancadas.

SANGUE RUBRO AGIU RÁPIDO EM DEFESA DO CLUBE

A diretoria do Norusca faz um agradecimento público à Torcida Sangue Rubro, cujos membros que estavam no Alfredão naquela noite foram fundamentais ao saírem em defesa do clube. Os torcedores da Sangue foram em busca do indivíduo que soltou a bomba, o localizou e o conduziu rapidamente à Polícia Militar, que registrou a ocorrência. O Noroeste é líder de público entre times das Série A3 e A2, com média de mais de 4 mil por jogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima