Noroeste fica no 0 a 0 e abre 5 pontos na liderança

Alvirrubro dominou a partida em Bauru, pressionou o Velo Clube e teve três chances de gol no segundo tempo, inclusive com bola na trave

O Noroeste não conseguiu manter os seus 100% de aproveitamento em casa, mas assegurou sua invencibilidade no Alfredão e segue líder isolado da Série A3 de 2020. O time empatou com o Velo Clube em Bauru no final da tarde deste domingo (1), em 0 a 0, e se mantém na liderança do Paulista com 19 pontos, 5 a mais que o segundo colocado Linense. O empate não era o que o torcedor esperava, mas o Alvirrubro está bem próximo de se garantir entre os oito classificados com antecedência. E a primeira fase ainda está iniciando a sua segunda metade. Já o Velo Clube, único a pontuar em Bauru, foi a 12 pontos e caiu de terceiro para quinto colocado.
Apesar das redes não balançarem, o jogo foi muito movimentado. O técnico Luiz Carlos Martins fez uma única alterações com relação ao último jogo, onde saiu o lateral Edson Jr e entrou o volante Rogério Maranhão, deslocando Blade para a direita. No mais, jogaram o goleiro Pablo, a dupla de zaga Jean Pierre e Guilherme Teixeira, o lateral Renan, os meio-campistas Jonatas Paulista, Igor Pimenta, Yamada e os atacantes Pedro Felipe e Fabrício. O treinador levou para o jogo o volante França, recuperado de lesão, e o meia Richarlyson.
O primeiro tempo foi equilibrado, de muita marcação e com vantagem para o Noroeste, que arriscou mais ofensivamente. O Alvirrubro ditava o ritmo de jogo, com mais posse de bola, mas não conseguiu abrir o placar.
Já na segunda etapa, Martins foi promovendo ao longo do jogo as entradas de John Egito e Richarlyson no meio e Leléco no ataque. O time pressionou muito o Velo. Com um meio-campo forte, liderado pelo experiente Niander, o time de Rio Claro teve dois contra-ataques rápidos, mas que foram anulados pela defesa do Norusca. O Alvirubro teve três chances mais claras de vencer. Uma bola na pequena área, com Leléco, que parou na defesa adversária, uma bola cruzada para Fabrício, que só não fez de cabeça porque a bola estava perto da linha de fundo e deu uma escapada dele. E o Norusca ainda acertou uma bola na trave de longa distância, disparada por Richarlyson.
Após o jogo, o próprio Richarlyson falou em coletiva de imprensa que estava feliz por reestrear, apesar do grupo não sair de campo com a vitória.
“Dentro daquilo que pude fazer na minha reestreia foi bom. Claro que queria estar aqui falando de uma vitória, mas pontuamos. Quem assistiu o jogo viu a proposta do Velo, que veio aqui para se defender. Fizemos o nosso jogo, mas a bola não entrou. Agora é ter tranquilidade porque temos metade da fase de classificação pela frente”, comentou o camisa 20 do Norusca.
O técnico Luiz Carlos Martins também falou sobre o resultado do jogo. “Tivemos um segundo tempo mais veloz do que o primeiro, mas o Noroeste mandou na partida. Houve volume de jogo, marcamos pressão e adiantamos a nossa linha. Eles tiveram dois contra-ataques, até perigosos, e nós tivemos três chances de fazer gol. O time do Velo veio fechado, foi uma partida característica da Divisão (A3). E o resultado não foi bom porque tivemos mais volume. Agora é nos prepararmos para quarta-feira enfrentarmos o Desportivo Brasil fora de Bauru”, disse o treinador noroestino.
A próxima partida do Noroeste, pela 9.ª rodada, será na cidade de Porto Feliz, no Estádio Municipal Ernesto Rocco, as 15h, contra o Desportivo Brasil, que é o 3.º colocado com 13 pontos.

Richarlyson entrou no segundo tempo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima